segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Só estou a dizer o que sinto!!!

 

No sábado recebi um convite.

A minha sogra convidou-nos outra vez para lá passar o Natal, nós e os outros meus 2 cunhados. Parece que destes só o do meio é que vai, porque o outro vai á sogra.

Pois agora fiquei baralhada e dividida. Passo a explicar.

No ano passado fui lá, e como todos os natais que passei com a família dele (apesar de não morrer de amores pela minha sogra, que não morro, mas é recíproco) gostei. São natais animados, divertidos, e toda a gente se entende ninguém reclama de nada, e a festa acaba sempre bem tarde da noite, como eu acho que deve ser. Quando eu morava lá na terrinha, o natal era sempre festejado em minha casa pois era grande, tinha espaço suficiente para ter lá toda a gente e não era preciso ninguém dormir, porque eramos todos de lá, a família do meu lado, e a do lado dele.

Desde que vim viver para o Porto, a minha casa é mais pequena e como eles são de longe têm que ficar cá a dormir (só a família do lado dele porque a do meu lado também veio para cá viver,sei lá eu porquê).

Resumindo, este ano era a vez de passar aqui com os meus pais e o meu irmão, e não gosto!! Não gosto, porque eles só se sabem lamentar, pôr defeitos em tudo, reparar se eu compro coisas caras ou baratas, depois ás vezes até saem daqueles comentários ha, isto é mesmo á rico!! com aquele ar de desdém, já houve natais em que o meu irmão e o meu pai discutiram pegado, parece que só vêm aqui para comer, chegam só á horinha e depois bazam, o meu pai anda sempre aqui a bufar, porque tem calor e porque eu ligo ou não ligo o aquecimento, serve-se sem estar mais ninguém á mesa, come sôfrego como se não houvesse amanhã, ou lhe fosse tudo fugir do prato, está sempre aflito para se ir embora!! Oh pá, ás vezes até digo em tom de brincadeira, que devo ter sido adotada, porque de facto não tenho nada a ver com eles!!!

Mas, apesar disto tudo, não consigo, por muito que me apeteça, deixá-los sózinhos. Se calhar estou a ser má filha, se calhar estou a ser hipócrita, por fazer o que não quero, ou não gosto e fingir que tá tudo bem, mas simplesmente não tenho ligação nenhuma com os meus pais, e finjo. Há muitas mágoas guardadas do passado, que não consigo apagar, por muito que tente.

Por tudo isto cada vez gosto menos do natal!! O que me apetecia mesmo era passar aqui em minha casinha, só com o marido e as filhotas, ou então, se tivesse 1 casa grande convidava toda a gente como antigamente, pelo menos tudo o que é menos bom ficava disfarçado, quase nem dava conta!!!

E é melhor ficar por aqui, antes que vocês bazem, porque acho que nunca escrevi um post tão grande, mas estava mesmo a precisar de falar sobre isto. Espero que não me entendam mal, e que me continuem a visitar, pois só estou a dizer o que sinto!

 

Luisinha

8 comentários:

  1. Sabes que às vezes é com a nossa família directa que menos nos sentimos bem...porque gostamos incondicionalmente deles e as suas atitudes magoam a dobrar!! Espero que consigas resolver esse dilema que te atormenta.

    ResponderEliminar
  2. Gosto dos teus posts, sejam grandes ou pequenos, se falam de dieta ou roupas...gosto muito. Ponto final parágrafo.

    Também não morro de amores pela minha sogra. Não a curto. Chata, rabujenta e hipocondriaca!
    Mas respeito-a e tenho que gramar com ela nos natais ou ano novo.
    No meu caso passo este natal na casa dos meus pais (sozinhos com eles) e depois no ano novo com os meus sogros (sozinhos com eles).
    Próximo ano, trocamos.
    Nunca calho com os meus 2 irmãos ou meu cunhado, porque vão ás sogras.
    Na casa dos meus sogros tenho que aturar a minha sogra a queixar-se do dinheiro que gastou com a consoada, no trabalho que teve, que próximo ano tem que ser na nossa casa e berreubeu pardais ao ninho!
    Na casa dos meus pais estou muito á vontade. Eles são uns queridos, não chateam e o pouco que oferecem é de bom grado.
    Na casa dos meus sogros não há pinheirinho, bacalhau ou rabanadas.
    E eu sinto falta disso.
    Para mim o Natal ja não é o que era.

    Fiquei triste por viveres essa situaçao com os teus pais...tomara que um dia consigas ultrapassar tudo isso.

    E que este Natal e nos próximos, tu vivas o verdadeiro espirito de Natal e sintas o coração repleto de felicidade.

    Te gusto!

    ResponderEliminar
  3. Entendo-te perfeitamente. sabes que também eu já cheguei ao ponto de dizer que não gosto do Natal precisamente pelas mesmas razões. se vamos a um lado é porque vamos a um lado, se vamos a outro é porque vamos ao outro... enfim, sinto que tenho que andar a fazer vontades a toda a gente e ninguem se preocupa com a minha! mas pronto...

    E claro que continuo a visitar-te :)

    ResponderEliminar
  4. luisinha você tem a minha família ? Parecia eu a escrever este post . Magnifico luisinha descreveu a minha situação . pior è que com isso o meu filho cresceu e eu já não tenho paciência para ter a casa com 20 ou 30 pessoas os meus cunhados são sempre muito divertidos e qd os garotos eram pequenos juntávamos-nos todos e o azedume da minha mãe nem se notava .Agora ter cá só a minha família ou eu ir passar com a minha mãe e irmão já me deixa em stress e começa logo em Agosto . heheheh

    ResponderEliminar
  5. Ora como te entendo...
    Nem quero pensar no Natal, é um tempo de harmonia, mas parece que é cada vez mais tempo de mandar-mos cá para fora todos os traumas...
    Enfim, espero que corra bem.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Luísinha eu graçasa deus passo o Natal com os meus pais queridos!
    Felizmente que a 3 anos que não passo o Natal em casa dos meus sogros, era uma seca ainda por cima não é mãe é madrasta, não sei se estas a ver o filme...

    Espero que passes um bom Natal!

    Bjs.

    ResponderEliminar
  7. Um beijo enorme:)E se fosses para fora? Ou então vem aqui para casa:)))

    ResponderEliminar
  8. Querida Luisinha, ia-te sugerir o que a Sofia já fez. Vai mas é passar fora, com o maridão e as miúdas e está o caso resolvido. :)

    ResponderEliminar

Vá lá!!! Diz qualquer coisa aqui á menina!! ;))