segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Custa-me…

 

Apesar de estar em pulgas para o dia chegar ao fim e saber novidades muitíssimo importantes para o nosso futuro, estou com o coração de mãe, apertadinho, apertadinho!!!

Custa muito ver a minha menina sofrer, principalmente por quem a magoa, por quem a manipula!! Tomámos agora a posição que já deveríamos ter tomado há muito tempo, a proibição. Tenho consciência de que esta atitude pode ter o reverso da medalha, e por vezes temo estar a causar-lhe danos irreversíveis, mas tudo isto é para o bem dela. Confesso que estou com muito medo, medo que ela se vire contra nós, que fique revoltada, ou até que fique deprimida, e que os resultados da escola fiquem comprometidos, mas esta foi a melhor atitude que encontrámos. Tentamos não tomar atitudes radicais, chamá-la á razão, alertámos vezes sem conta para esta amizade falsa, unilateral e manipuladora, sem sucesso. Chegou a hora de acabar com isto!!

Custa-me muito vê-la chorar, mas custa-me mais ver que alguém a magoa e ela deixa, e ela ainda tenta desculpar, e consegue ainda dizer que gosta dela e que é amiga dela!!!

Espero estar a agir da melhor forma.

 

Luisinha

4 comentários:

  1. Compreendo-te! Fazemos o que achamos melhor no momento, sob pena de por vezes termos dúvidas se é o certo ou não e se vai surtir o efeito desejado e ainda corrermos o risco de ao querermos protegê-los, eles virarem-se contra nós... Quantas vezes isso me acontece e eu me sinto culpada, mas eles não trazem livro de intruções e nós não tirámos este mestrado, não é??? Fazemos o melhor que sabemos. Força aí, vê-los sofrer é bem pior. :)

    ResponderEliminar
  2. Claro que estás a agir da melhor forma. É natural que ela chore, se era amiga de uma pessoa e gosta dela, custa acreditar que afinal não é assim tão amiga. Mas com o tempo chega lá.Tomaste concerteza a atitude mais acertada.
    Aconteceu-me algo semelhante com a minha mais velha no inicio do Verão. Descobri que uma "amiga" dela a manipulava e mentia aos pais dizendo que a minha é que era a mentora de certas coisas. Passei-me ao ponto de meter os pais ao barulho. A minha filha na altura chorou, ficou triste, mas depois reconheceu que eu tinha tomado a atitude correcta.
    Hoje ainda se encontram na escola, mas são apenas conhecidas. Acabou-se a cumplicidade.~

    Beijinhos querida e não fiques com complexos de culpa.

    Beu, a Ruiva

    ResponderEliminar
  3. Oh como te entendo tão bem!
    Eu recentemente passei pelo mesmo. Tive que ser muito dura com a minha filha pois por ela se deixar influenciar e ser manipulada por uma amiguinha falsa, viu-se envolvida numa situação muito desagradável. Acabou por dar razão aquilo que vinha alertando há tanto tempo. É o que dá serem boas meninas e acharam que as outras meninas são como elas. Sei bem como te sentes e isso só comprova que és uma boa mãe. Espero que tudo se resolva da melhor forma e a tua filha consiga distinguir as pessoas. Bj enorme.

    ResponderEliminar

Vá lá!!! Diz qualquer coisa aqui á menina!! ;))