quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Natal guardado na memória...




Por esta altura fico sempre cheia de saudades de uns natais de hé muitos anos, quando eu era ainda muito pequena... nessa altura passávamos a maioria dos natais em Trás os Montes em casa dos meus avós maternos...

Muita gente, muitos primos e primas pequenos...
O meu avô a chegar com um pinheiro natural que ía do chão até ao tecto...
A minha avó a fazer rabanadas e outros petiscos... que cheirinho...
O frio... muito frio... ás vezes neve...
O gelo no lago... e o meu primo que lá caiu...
Na televisão ouvia-se falar espanhol... dava sempre melhor que a portuguesa com programas de Natal animados...
Os enfeites... as tradicionais bolas, mas também chocolates... muitos chocolates...
O crepitar da lareira... o cheiro e o quentinho do fogão de lenha...
A correria e as gargalhadas da criançada...
O colocar o sapatinho por baixo do imenso pinheiro...
Os  constantes assaltos ao pinheiro, que na noite da consoada já só tinha bolas de natal na orla mais baixa... (onde chegávamos!)... os chocolates desapareciam misteriosamente...
O ficar acordados até muito tarde, para ver se conseguíamos ver o Menino...
A manhã de dia 25... e o ver os presentes que o Menino Jesus deixava no sapatinho...
Abrir os presentes...
A minha tristeza ao ver que o Menino era um bocadinho injusto, porque os meus primos tinham mais presentes que eu... (nunca isto me fez gostar menos do Natal)...
A descoberta de que eram os pais e a família que colocavam os presentes... ah!, então era por isso!!...
A meiguice e o carinho dos avós...
Provavelmente a ordem dos acontecimentos estará alterada... mas é assim que está guardado na memória...
Memória que nunca mais vai desaparecer... que saudades...


Luisinha

2 comentários:

  1. Ai as saudades que tenho dos meus natais quando era pequena... Fizeste-me viajar no tempo. Um dia destes faço um post com os meus natais de antigamente:)

    ResponderEliminar
  2. Olá

    Eram outros tempos... tempos mais difíceis e menos abastados... mas eram um natal mais real... mais doce.. sem dúvida.

    Jorge Soares

    ResponderEliminar

Vá lá!!! Diz qualquer coisa aqui á menina!! ;))